Os pés são asas que através da música levam o corpo que dança, para lugares que a alma se encanta. (Josélia S. G.)

terça-feira, 4 de outubro de 2011

A CRENÇA DO CURANDEIRO


A Crença do Curandeiro

Acredito que a Origem me utilize como um recipiente e como um condutor que fornece luz, saúde e amor à pessoa curada.
Acredito que a Origem tenha um conhecimento maior e conheça o bem maior que existe para todos; sirvo como instrumento para a Origem.
Acredito conhecer a questão principal, ou a causa original, da doença, bem como sua posse, possa permitir que a energia desta enfermidade desapareça de maneira gentil, rápida e fácil.
Sei que os quatro elementos precisam estar presentes para que a cura progrida.
O Ar, representado pela qualidade do ar que respiramos, pela escolha das palavras que saem de nossos lábios, pelos pensamentos enviados para reunir pensamentos semelhantes.
A Terra, representada pelo nosso ambiente pessoal, pelos alimentos que ingerimos e pelas posses que nos rodeiam e o tipo de roupas que vestimos.
A Água, representada pela qualidade da água que bebemos, a maneira como nos banhamos e pelo fluxo de nossas lágrimas.
O Fogo, representado pela maneira como perseguimos nossos objetivos, pela paixão e compaixão que temos pelos outros, pelos compromissos em seguir nosso caminho.
As palavras que saem de nossa boca podem ser rudes, suaves, amáveis ou duras. Conheço esta intenção e procuro construir uma base profunda para a cura. Como curandeiro, devo ser um condutor, pois esta é a minha função, e também devo evitar pensar que tenho qualquer controle sobre a cura.
E acima de tudo,
Eu trarei soluções, e não respostas, para que, sem mim, a pessoa que esta sendo curada saiba como ser curada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nosso endereço